LIXO ORGÂNICO NA QUARENTENA: Compostagem doméstica sem minhocas

Você sabia que, segundo o Ministério do Meio Ambiente, os resíduos orgânicos representam metade dos resíduos sólidos urbanos gerados no Brasil? Sabia ainda que, desse lixo orgânico, 99% não é reaproveitado? A decomposição desse material gera, por ano, a mesma quantidade de gases de efeito estufa produzida por sete milhões de carros! Pois é! Isso é um problemão!

Você deve estar imaginando que durante a quarentena, com mais pessoas ficando em casa e, por consequência, consumindo mais alimentos, a geração de resíduos orgânicos dentro das residências também cresceu. Mas temos uma boa notícia! Você pode resolver esse problema dentro da sua casa (e de quebra matar um pouco do seu tédio)! Hoje nós vamos falar dela mesma: a compostagem!

Compostar nada mais é do que transformar lixo orgânico em adubo natural que você pode usar nas plantinhas da sua casa ou ajudar aquele(a) vizinho(a) que vive matando as próprias plantas sem querer!

Uma das técnicas mais conhecidas para fazer a compostagem é por meio de minhocários, que, como o nome sugere, utiliza minhocas para promover o processo. Mas a gente sabe que mexer em animais da terra não é a praia de todo mundo. Por isso, decidimos trazer a você uma alternativa: compostagem doméstica sem minhocas!

Existem muitas formas de se fazer essa compostagem vegana, por assim dizer. Uma delas, a compostagem seca, o André, presidente da Santos Lixo Zero, nos mostra no vídeo abaixo:

O segredo dessa técnica está na forma que você irá aerar a mistura. A produção de adubo é um pouco mais demorada, porque apenas os microrganismos presentes no solo, fungos e bactérias, serão responsáveis pela decomposição da matéria orgânica. Na compostagem seca, o húmus ficará pronto entre dois e três meses, dependendo do tamanho da composteira. Após esse período, os resultados da compostagem serão um resíduo marrom, sem cheiro e homogêneo. Nesse tipo de técnica, não há recolhimento de chorume.

Existe outra opção ainda (nessa você pode recolher chorume). Para fazê-la, você vai precisar de:

  • 2 baldes ou recipientes (procure um volume compatível com a quantidade de resíduos produzidos em sua casa) com tampa;
  • Serragem ou folhas secas;
  • Adubo orgânico, terra preta de mato ou esterco curtido;
  • Resíduo orgânico.

O primeiro passo é você fazer vários furos nas laterais e no fundo do primeiro recipiente. O segundo recebe furos apenas na tampa. Os furos são necessários porque facilitam a entrada de oxigênio na sua composteira, acelerando a compostagem.

Depois, basta colocar as camadas de material. Você deve colocar esses materiais no balde todo furado, o qual ficará na parte de cima da sua composteira. O balde com furos somente na tampa deve ficar embaixo desse primeiro recipiente, pois armazenará a água decorrente do processo de decomposição.

Tendo encaixado um balde sobre o outro, é hora de fazer as camadas. A primeira delas é feita de serragem ou de folhas secas até uma altura de três ou quatro centímetros. Depois, você coloca a terra preta de mato,  adubo orgânico ou esterco curtido (são as bactérias e os fungos dessa camada que farão a decomposição para você), e só então vem o resíduo orgânico. Terminada essa etapa, coloque mais inoculante por cima e, por fim, cubra tudo com a serragem ou as folhas secas. E pronto! Seu material estará sendo compostado!

E quando eu posso abrir esse balde para recolher o adubo? Você só poderá recolhê-lo quando ele estiver no ponto: homogêneo e sem cheiro.

Mas e quando o balde fica cheio mesmo o adubo não estando pronto? Aí você precisa de um novo (por isso é legal você ter mais um balde todo furadinho).

Esperamos ter ajudado você a fazer essa enorme boa ação para o meio ambiente durante essa quarentena! Fiquem seguros e, se puderem, em casa! Boa compostagem!


Referências:

https://www.ecycle.com.br/1318-como-e-feita-a-compostagem.html

http://www.maiscommenos.net/blog/2017/03/como-fazer-compostagem-domestica-sem-minhocas-passo-passo/

https://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/243607/apenas-1-do-lixo-organico-e-reaproveitado-no-brasi.htm

https://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/residuos-solidos/gest%C3%A3o-de-res%C3%ADduos-org%C3%A2nicos.html

https://www.youtube.com/watch?v=Wo2kzO3zuYs

Autora: Mayumi Miyazato

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta